Empresários do turismo náutico acreditam que o Porto e o rio Douro podem ser o “novo Mónaco” da Europa, por oferecerem experiências ao ar livre e longe de aglomerados e guerras.